sábado, 15 de julho de 2017

Crítica de Cinema: Homem-Aranha: De Volta Ao Lar

Título: Homem-Aranha: De Volta Ao Lar
Título Original: Spiderman: Homecoming
Atores Principais: Tom Holland, Michael Keaton, Robert Downey Jr.
Gênero: Aventura, Ação
Direção: Jon Watts
Duração: 2h15min
Lançamento: 06 de julho de 2017
País: Estados Unidos
Avaliação: ★★★★☆

Sinopse: 
Depois de atuar ao lado dos Vingadores, chegou a hora do pequeno Peter Parker (Tom Holland) voltar para casa e para a sua vida, já não mais tão normal. Lutando diariamente contra pequenos crimes nas redondezas, ele pensa ter encontrado a missão de sua vida quando o terrível vilão Abutre (Michael Keaton) surge amedrontando a cidade. O problema é que a tarefa não será tão fácil como ele imaginava.


Crítica: Todos nós já conhecemos a história de Homem-Aranha, afinal, essa é a terceira saga diferente nos últimos 20 anos sobre o personagem, mas em Homem-Aranha: De Volta ao Lar vemos um lado diferente do personagem dos filmes anteriores, um Cabeça de Teia mais jovem, animado e engraçado que os fãs de quadrinhos e das animações já conheciam muito bem.

O filme começa durante Capitão América: Guerra Civil, com o jovem Peter Parker animadamente filmando tudo o que está acontecendo com ele em sua viagem para a batalha entre os Vingadores, a partir daí vemos o que aconteceu na vida do jovem, que na verdade foi um monte de nadas. Frustrado de não ser levado a sério por Tony Stark e entediado com a escola, Peter começa a ir atrás ele mesmo de uma gangue que está vendendo armas de alta tecnologia alienígena no Queens, o que é uma péssimas ideia já ele tem pouquíssima experiência com esse tipo de situação.

Junto com tudo isso, ele ainda lidar com o crush dele da escola, e todos os altos e baixos de ser um adolescente, e ainda com o extra de ter que esconder da Tia May e dos amigos que ele é o Homem-Aranha. Quando Tony Stark tira dele sua roupa super tecnológica depois dele burlar as regras e quase acabar matando pessoas, ele vai ter que descobrir o verdadeiro significado de ser um herói, e que com grandes poderes vem grandes responsabilidades (mesmo a frase nunca sendo dita no filme).

O filme teve seus pontos fracos e fortes, e o mais forte com certeza foi Tom Holland como Homem-Aranha! A atuação dele foi muito bom tanto nos momentos mais engraçados, como nos de suspense e nos dramáticos, inclusive quase me fazendo chorar numa cena que me deu MUITA agonia de assistir. Outra coisa que eu gostei foi não terem feito tooooda a história dele de novo, sendo picado pela aranha e matando o tio Ben pela terceira vez, mas ao mesmo tempo por só mencionar certos detalhes do passado dele eu fiquei muito curiosa/confusa sobre o que realmente aconteceu em seu passado, será que foi o de sempre ou teve algo diferente?

O personagens secundários foram bem legais, principalmente o Ned, (mas eu espero que a Michelle seja explicada no próximo filme porque achei a personagem bem misteriosa mas sem espaço), e o vilão foi meio fraco, mas levando em conta que estamos falando de um menino de 15 anos que é herói a menos de um ano, foi um nível bom. A participação do Tony foi bem legal, assim como a do Happy e da Pepper (❤❤❤), e o Homem de Ferro foi um mentor surpreendentemente bom, provavelmente pelas mudanças ocorridas nele depois dos acontecimentos de Guerra Civil, o que só me deixa mais ansiosa pelo próximo filmes dos Vingadores.

O filme de forma geral foi bem leve, bem meio Malhação mesmo, mas acho que foi pra mudar bastante da visão anterior que o público tem do personagem, e foi muito de bom de forma geral, mas o motivo de eu ter dado 4 estrelas em vez de 5 foi que eu passei o filme todo sentindo que faltou alguma coisa na narrativa, talvez tenha sido justamente essa falta de escuridão, já que realmente nada é falado sobre o passado do personagem, e só é comentado que ele e a tia May já passaram por muita coisa horrível, mas não falam o que, o que me deixou bem incomodada, mas com certeza é um dos melhores filmes do Homem-Aranha, se não o melhor, e fez um encaixe muito legal dentro do Universo Cinematográfico da Marvel.

Se você ainda não assistiu, veja o trailer: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário